Dona do Tempo

Dona do Tempo

R$40.00Preço

ERA UMA VEZ...

            Numa região povoada por índios, onde corria lentamente um rio, com as margens repletas de densa mata, floresceu um movimentado porto, mais tarde denominado Porto dos Guimarães. Da presença nesta terra de índios, africanos, fundadores portugueses e colonizadores alemães, corajosos desbravadores, fez-se a riqueza e diversidade da economia dessa terra dos bergamotais. Da coragem e esperança dos imigrantes fez-se o povoamento e seu crescimento. Elevado à categoria de vila em 1º de maio de 1875, Porto dos Guimarães deu origem ao município que, depois de acirrada disputa entre os santos protetores, São Sebastião foi escolhido por seu homônimo, Bispo Sebastião Dias Laranjeiras, como padroeiro da nova cidade. Complementou-se seu nome com a denominação do rio que banha as margens da cidade: Caahy, que no idioma tupi-guarani significa rio do mato.

            São Sebastião do Caí é onde nasceu e vive Lisete Flores, autora deste livro, que homenageia sua terra natal com crônicas que envolvem sua gente e seus costumes.